Siga-nos:

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • White Twitter Icon

© 2020 Game Audio School

Gerenciado por Andromeda Sound

NEWS

  • Felipe Ritzel

5# Intervalos: O que são, para que servem, é necessário conhece-los?

Conhecer os intervalos de uma maneira mais artística através da percepção pode te trazer grandes benefícios na hora de compor.




Talvez esse seja o assunto que os estudantes de música mais tem dificuldades de entender e não é de se estranhar pois é um conteúdo que muitas vezes é omitido em escolas de música e ensinado de forma ruim, sem clareza, nos conservatórios e faculdades.

Os intervalos dão sentido aos outros conteúdos da música, são quem organizam o estudo musical pelas suas classificações.

A importância dos intervalos é extremamente grande, para ser um compositor é preciso entender a fundo esse conteúdo.Tenho certeza que você já se perguntou, "Por que esse acorde se chama maior? Por que essa escala se chama diminuta?"Através dos intervalos poderemos entender os acordes e escalas, é ele quem classifica-os em maior, menor, aumentada, diminuta, etc. Então entender de intervalos é entender de música, é o alicerce, é quem da "nome aos bois".

Mas o que é intervalo?

Intervalo nada mais é do que a classificação da distância entre duas notas. Quanto maior a distancia ele recebe nomes do tipo maior e aumentada, se a distância entre elas é mais curta poderá ser menor ou diminuta. Por meio disto, classificamos acordes e escalas.

A coloração, a sensação sonora de cada intervalo interfere na característica de uma melodia.

Conhecer os intervalos de uma maneira mais artística, através da percepção pode te trazer grandes benefícios na hora de compor. Como estamos falando aqui de distancia entre notas, inicialmente podemos enriquecer suas melodias. Por exemplo a distancia entre um Dó e um Mi tem uma característica sonora, a distancia entre um Do e um La tem outra, essas sonoridades devem ser exploradas. Além da relação entre notas podemos ainda ter a relação dessa melodia principal com a parte harmônica da música ou ainda uma melodia secundária.

Experimente!

Pode parecer um assunto complexo, mas na verdade não é. Com certeza a busca por um material de qualidade sobre o assunto não é tarefa fácil, pois infelizmente a maioria dos materiais e cursos sobre o assunto seguem uma maneira tradicional da decoreba. Fica aqui uma dica, procure sentido nos intervalos, as lógicas, dessa forma ficará mais fácil de fazer as suas classificações. Não deixe também de explorar as sonoridades, cada intervalo tem um som característico e para um compositor é essencial, isso vai te levar a outro patamar na área de composição.

8 visualizações